Review: “Bebe Rexha só nos deu uma amostra do que tem pra gente em 2017”, diz Daily Campus

Review: “Bebe Rexha só nos deu uma amostra do que tem pra gente em 2017”, diz Daily Campus

O site Daily Campus fez uma review incrível sobre todas as faixas do All Your Fault: Pt 1 e elogiou muito o trabalho de Bebe Rexha. Vale a pena ler:


Para o lançamento de seu álbum de estreia, Bebe Rexha decidiu adotar uma abordagem não convencional: o álbum será lançado em duas partes, a primeira, foi lançada na semana passada, dia 17 de fevereiro. A segunda parte do álbum está prevista para ser lançada em abril de 2017. Você deve conhecer ela como a vocalista da música do G-Eazy “My, Myself & I” e de “In the Name of Love” de Martin Garrix, mas, ela está aqui para conseguir a fama por conta própria.

Rexha chegou como um furação na cena pop como artista solo, mas participou de colaborações com vários artistas até encontrar o seu caminho. Bebe pulou nos holofotes em 2013 quando ela cantou o hit “Take Me Home” da banda Cash Cash. Com essa música, Bebe Rexha estava com os pés para dentro da porta. O EP de 2015 “I Don’t Wanna Grow Up” mostrou as suas capacidades para ser uma artista solo, mas, nenhuma das músicas chegaram a entrar nos charts até que Bebe Rexha lançou “I Got You”, o single principal de seu novo álbum, o qual ela começou a ganhar reconhecimento como artista solo. Generalizando, All Your Fault: Pt 1 é uma ótima combinação de músicas que nos dão um delicioso gosto do que está por vir no resto do álbum.

A primeira faixa é “Atmosphere,” de primeira eu não prestei muita atenção nela, mas depois de ouvir mais um pouco ela cresceu em mim. A produção é muito boa, mas não tem muito na música, e é o que funciona tão bem. É uma música de abertura perfeita, relaxante e com letra pesada que te deixa no humor pra mais músicas com batida depois. Apesar de ser uma ótima música para começar o álbum, é facilmente ofuscada pelas outras músicas.

Imagem relacionada

A segunda música é o primeiro single de Bebe Rexha, “I Got You.” Esta música te pega imediatamente, e é óbvio porque ela escolheu essa para ser seu primeiro single. É a melhor música do EP por uma boa razão. Atualmente a música subiu para 53 na Billboard Hot 100 (atualizando: 43). A produção é fantástica e mostra muito bem a voz de Bebe. Esta está na minha playlist do Spotify desde o dia de seu lançamento em outubro, e eu estou feliz que ela está ganhando reconhecimento.

A terceira faixa é “Small Doses,” que segue “Atmosphere” na lista de músicas que eu não prestei muita atenção de primeira. A música começa muito lenta, mas imediatamente acelera no refrão. Carrega mais raiva que “Atmosphere,” mas não se compara com “I Got You.” De qualquer jeito, ela se encaixa perfeitamente no estilo do EP.

A quarta música do EP é minha favorita: “F.F.F.,” que significa “Fuck Fake Friends.” Rexha chama um colaborador antigo, G-Eazy, para cantar alguns versos pra ela. Os dois apareceram no hit de 2015 de G-Eazy “Me, Myself & I” que teve pico de 7 na Billboard Hot 100. Agora eles estão de volta com uma música perfeita com uma mensagem perfeita: deixe as pessoas falsas fora da sua vida.

Resultado de imagem para bebe rexha gifs

A quinta e penúltima faixa é “Gateway Drug.” Que lembra, no tema, “Your Love Is My Drug” de Kesha e “Diamonds” de Rihanna, “Gateway Drug” é uma história sobre provar uma pessoa e querer mais e mais, tudo isso com um fundo eletropop. É divertido e contagiante, definitivamente uma das mais fortes do EP.

A música final é “Bad Bitch,” que tem a participação do rapper Ty Dolla $ign. Essa tem tanta força quanto “F.F.F.,” e enquanto não atinge toda a extensão de “F.F.F.”, ela fecha o EP muito bem e te deixa querendo mais.

Rexha nos deu um gostinho do que ela terá nas lojas em 2017. “All Your Fault Pt. 1” não decepcionou, e agora temos de esperar dois meses pelo álbum completo, mas por Rexha, a espera vale a pena.

Tradução: Vinícius Abreu, equipe Rexha Brasil



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *